A Inovação Social em Experiências de Mobilidade Urbana: Análise na perspectiva dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável

Autores/as

  • Silvia Stuchi Cruz Universidade de São Paulo
  • Sonia Regina Paulino Universidade de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5281/zenodo.7054369

Resumen

Este documento visa analisar a inovação social através da implementação de uma iniciativa da Câmara Municipal de São Paulo, centrada na mobilidade activa, no percurso pedestre casa-escola: o programa Rota Segura para a Escola (Rota Escolar Segura). Foram realizadas pesquisas documentais e entrevistas semi-estruturadas. Foram aplicadas categorias e variáveis para análise da inovação social, relacionando-as com os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável - ODS.  A inovação social envolve a co-criação de novos serviços/produtos e é moldada pelas interacções entre os principais interessados. No caso estudado, a participação na co-construção e concepção de códigos ocorreu através de feedback e ideias. A co-criação é destacada nas acções para obter o envolvimento da comunidade, avaliar a aceitação da proposta do projecto e identificar potenciais pontos de melhoria não previstos no projecto-piloto, workshops participativos, painéis informativos e interactivos, preparação e aprovação do projecto de intervenção temporária, e discussão e análise conjuntas envolvendo organizações do terceiro sector e agências municipais. O novo desenho urbano, com requalificação e redistribuição do espaço rodoviário, consolidou a redução das velocidades, dando prioridade à mobilidade activa, assegurando que a sociedade é a beneficiária, apropriando-se dos resultados da inovação. Os resultados da investigação estão alinhados, sobretudo, com a SDG 16, no que respeita à transparência e participação social, com a SDG 11, pela procura de melhoria dos espaços para uma mobilidade activa e sustentável, e com a SDG 13 pela tendência para melhorar a qualidade ambiental.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Citas

Ahmed, S. and Elrahmanm, A. (2016). Tactical Urbanism – a pop-up local change for Cairos built environment, urban planning and architecture design for sustainable development, social and behavioural sciences 216.

Ardill, N.; Oliveira, F. (2018). Social innovation in urban spaces, International Journal of Urban Sustainable Development, 10:3, 207-221, DOI: 10.1080/19463138.2018.1526177.

Brasil. (2012). Política Nacional De Mobilidade Urbana, Lei 12.587/12, 2012.

CET. (2019). ROTA ESCOLAR SEGURA - Conjunto Habitacional José Bonifácio. Boletim Técnico 63.

Cloutier, G., M. Papin, C. Bizier. (2018). Do-it-yourself (DIY) adaptation: Civic initiatives as drivers to address climate change at the urban scale, Cities, 74 (2018) 284–291.

Companhia do Metropolitano de São Paulo. (2019). Pesquisa Origem Destino 2017. Disponível em: http://www.metro.sp.gov.br/pesquisa-od Acesso em: jul 19.

CO-VAL (2018). Overview. Disponível em: <https://www.co-val.eu/overview/>. Acesso em: jul.22.

Cruz, S. R. S., & Paulino, S. R. (2020). The Relationship Between Social Innovation and Active Mobility Public Services. Journal of Law and Mobility, 2020, 60-78. doi:10.36635/jlm.2020.relationship

Desmarchelier B., Djellal F. Gallouj F. (2020a). Mapping Social Innovation Networks: Knowledge Intensive Social Services as Systems Builders, Technological Forecasting and Social Change, vol. 157, August.

Desmarchelier B., Djellal F. Gallouj F. (2020b). User’s involvement in value co-creation: the more the better?, European Management Review, vol. 17, n° 2, p. 439-448.

Djellal, F., Gallouj, F. (2012). Social innovation and service innovation, in Challenge Social Innovation Potentials for Business, Social Entrepreneurship, Welfare and Civil Society edited by F. H-W. Hochgerner, and J. Howaldt, 119-137. Berlin: Springer.

Eisenhardt, K. M.; Graebner, M. E. (2007). Theory building from cases: opportunities and challenges. Academy of Management Journal, v. 50 n. 2, pp 25-32.

Gallouj, F., Rubalcaba, L., Toivonen, M., and P. Windrum. (2018). Understanding social innovation in services industries. Industry and Innovation 25 (6): 551-569.

Gallouj, F., Rajala, R., and Toivonen, M. 2016. Introduction to the special issue on multiactor value creation in service innovation: Collaborative value creation in service. Service Science.

Lydon, M., Garcia, A. (2015). Tactical urbanism? Short term action for long-term change. The streets plans collaborative, inc. Page 26,36, 171.

IEMA. (2017). Instituto de Energia e Meio Ambiente, Inventário de Emissões do Transporte Rodoviário de Passageiros em São Paulo.

ITDP. (2018). Instituto de Políticas de Transporte e Desenvolvimento, Relatório Oficinas de Ideias: Rota Escolar Segura: Conjunto Habitacional José Bonifácio, maio de 2018.

Kon, A. A. (2018). inovação nos serviços como instrumento para a Inovação Social: uma visão integrativa.

Martinelli, F. (2012). Social Innovation or Social Exclusion? Innovating Social Services in the Context of a Retrenching Welfare State, Challenge Social Innovation 169-180.

Mohnen, P., Stare, M. (2013) The notion of inclusive innovation. In: Wobbe, W. (ed.) Inclusive innovation and service innovation. Luxembourg: Publications Office of the European Union.

MOULAERT, F., Martinelli, F., Swyngedouw, E. and Gonzalez, S. (2005), Towards alternative model(s) of local innovation, Urban Studies, 42(11), pp. 1969-1990.

Moulaert et al. (2017). Social innovation as a trigger for transformations. European Commission report.

Moulaert, F., D. MacCallum. (2019). Advanced Introduction to Social Innovation. Cheltenham, UK, Northampton, MA, USA: Edward Elgar.

Mureddu, F., Osimo, D. (2019). Co-Creation Of Public Services: Why And How. Coval project policy brief.

Nacto. (2018). José Bonifácio: Programa Rota Escolar Segura. Relatório para uso interno.

Osborne, S.P. (ed.) (2010), The New Public Governance? London, Routledge.

Windrum, P., Garcia-Goñi, M. (2008). A neo-Schumpeterian model of health services innovation, Research Policy, Elsevier, vol. 37(4), pages 649-672, May.

Windrum, P., Schartinger, D., Rubalcaba, L., Gallouj, F. and Toivonen, M. (2016). "The co-creation of multi-agent social innovations: A bridge between service and social innovation research", European Journal of Innovation Management, Vol. 19 No. 2, pp. 150-166.

Descargas

Publicado

2022-09-06

Cómo citar

Stuchi Cruz, S., & Regina Paulino, S. (2022). A Inovação Social em Experiências de Mobilidade Urbana: Análise na perspectiva dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. GECONTEC: Revista Internacional De Gestión Del Conocimiento Y La Tecnología, 10(3), 69–84. https://doi.org/10.5281/zenodo.7054369